#PELAIENTREVISTA: RICARDO JAPINHA

E aí, gente. Tudo belezinha?
Recentemente fomos convidados pela Fama Produções & Consultoria para o lançamento do Planeta Rock no Sampa, aqui em Capivara City (Rio Preto) e adivinhem quem a gente entrevistou? Ele mesmo, o Japinha do CPM22, que estava com a sua banda Arizona. Vem comigo que vou contar como foi.
Para dar o ponta pé inicial na 6ª edição do Planeta Rock, imprensa, convidados e o consagrado público do Sampa lotaram a casa em plena quarta-feira para “respirar” o rock e de quebrar ter um gostinho de como vai ser Planeta em agosto.
O responsável pela Fama Produções & Consultoria, André Fachinetti subiu ao palco para dar início ao evento. “Em meu nome e da minha esposa, Kelly Jordânia, quero agradecer a todos que estão aqui presentes e dizer que o Planeta Rock 2017 está definitivamente lançado. Vocês podem esperar pelo melhor desse evento que já entrou no calendário rio-pretense.”, finaliza.
A banda principal da noite, Arizona, que além de Ricardo Japinha, é formada por Eder Brito no baixo, Felipe Aranha na guitarra e Renatinho Trielli na bateria. O projeto começou despretensiosamente há três anos com o convite de uma amiga do Japinha. E para entender um pouco mais como tudo isso aconteceu, confira a entrevista na íntegra aí em baixo.
#BP: Como surgiu a ideia de criar o Arizona?
#Japinha: Surgiu há três anos a banda e veio de uma vontade de amigos de quererem fazer um som juntos nas horas vagas. Todos nós da banda temos um outro emprego. Eu sou baterista do CPM, outro é jornalista e quando tem um tempinho nós nos reunimos.
#BP: Vocês começaram a cantar que tipo de música?
#Japinha: Começamos como projeto de cover, exatamente para brincarmos. Ao decorrer do tempo eu peguei algumas músicas que estava guardada e está caminhando. Hoje já estamos fazendo de três a quatro shows por mês e isso está deixando a gente bem feliz.
#BP: Você teve vergonha para assumir o vocal de uma banda, já que no CPM você fica na bateria?
#Japinha: Como a banda é nova eu consegui perder um pouco essa vergonha  depois de tanto tempo fazendo show e entrevista, então eu me sinto bem a falar. Porém, antigamente, eu era muito tímido e não conseguiria. Mas ainda sim eu sinto um frio na barriga em cima do palco, pois sempre temos que interagir com a população e tal. (risos).
#BP: Como você consegue administrar a agenda para não se “perder” nos compromissos?
#Japinha: Eu tenho que me organizar. Claro que eu tenho pessoas trabalhando comigo para me ajudar nessa minha correria. Mas, vou fazendo por prioridades que no caso é e sempre será o CPM22, isso tem que ficar claro. Aí, nas horas vagas eu vou a academia e toco com a Arizona sempre que possível.
#BP: Para finalizarmos, deixa um recado para a população de Rio Preto e chama elas para o Planeta Rock.
#Japinha: Pra quem curte rock e boa música é uma excelente oportunidade. Várias bandas boas estarão se apresentarão. Essa será a minha segunda vez no Planeta Rock e o Público de Rio Preto nos recebeu muito bem. Queremos ver você por lá nos dias 11 e 12 de agosto, hein.
Com esse super convite não podemos deixar de  curtir o 6º Planeta Rock!
Grande abraço e follow-me!
@Lucaspelai

#TamoJunto
Foto: Arnaldo Mussi
Fama Produções & Consultoria

6º Festival Planeta Rock


Comentários